LetrasFado do Pénis

Herman José

Última atualização em: 29 de Julho de 2019
Sem traduções disponíveisSem traduções disponíveis

Estava um homem descontente Porque o seu mini-pendente Era pequeno demais

Não chegava para o que queria E a sua esposa Maria Já se queixara aos seus pais Um dia numa revista Sem querer, salta-lhe à vista Enquanto tomava banho Uma clínica em Marrocos Onde um médico ao poucos Lhes aumentava ao tamanho Foi até lá implantar Sobre o apito pendular Uma trombinha ardente De elefante de Guiné Que por ser ainda bébé Servia perfeitamente Já depois da cirurgia Perto da sua Maria A trombinha debicava Como tinha vida própria Com incontida volúpia Uns salgados petiscava Vai a esposa e diz a medo: Isto deve ser bruxedo! Estou quase a ficar gelada! Só depois então constata Que a tal de ladra tão chata Era a trombinha malvada Diz-lhe então: Olha meu querido Estou fascinada contigo Tira só mais uma tarte Que eu quero ficar a ver Como parte do teu ser Se alimenta com tal arte Responde então o marido: Desculpa, mas não consigo Porque, querida, sabes tu Destes enormes pastéis Já tirou cerca de seis Não me cabem mais no cu Destes enormes pastéis Já tirou cerca de seis Não me cabem mais no cu

Sem traduções disponíveisSem traduções disponíveis
  • 0

Últimas atividades

O Musixmatch para Spotify e
iTunes está agora disponível para
o seu computador

Descarregar agora