LyricsPoetas no Topo: Renascimento

Pineapple StormTv & Miliano

Mirelly Ribeiro submitted the lyrics for this song. Are the lyrics correct?

Mano, eu tô confuso, eu não durmo faz uns três meses Eu fumei bagulho muito gringo, eu vejo em 3D Vejo o mal do mundo presidir, não vejo TV E também não atiro no escuro, mano, gang, gang Próxima parada? Além do topo e eu não tô nem Passando essa lista no meu ovo, eu roubo o bling, bling 'Cês não têm sling, eu tenho o dobro disso, eu sei bem Enquanto sua coroa paga as conta, eu sou teu sensei Só menina, trip lock, really really dreadlock Bad rock, crack nigga, more like a factor Don't try this, please. Bye, kids It's not a personal, this is about my own panic Kendrick, os negros por aqui só querem tênis e um Hennessy Em tese pôr o pênis em algo quente Muito amor, sente; não existe inocente Não existe topo, oh Só o controle pelo olho, vermes que Igual ao presidente, eles só querem o mal da gente Só que o mal da gente é fazer bem Até pra quem só quer o mal da gente A gente se esbarra lá na frente Ahn, tava eu e dois amigo (Tava eu e dois amigo) Um otário mexeu comigo (Um otário mexeu comigo) Mano, escuta o que eu te digo (Ahn) 'Cê não acaba comigo antes de eu acabar contigo, ahn Tá falando o quê, menor? Tá achando que essa merda não fica pior Quer falar? Pode falar, só segura o B.O Quer falar? Pode falar, eu vou piar sem dó Rimo, canto, faço grana e tenho a pele escura Vida louca de gangs, isso pra vida toda Rimo, canto, faço grana e isso eles não atura Mas pra te falar a verdade, eu quero que se foda Se um otário faz comigo o mesmo que fez com A$AP Rocky Eu mostro pra um cara desses o que é hip-hop Luccas um preto rico, esses cara são rico pobre Cansei de ouvir merda de quem diz que é gente nobre, wow Quem são vocês pra dizer o que não pode aqui? Quem vocês acham que são pra falar de mim? Eu não me lembro de pedir sua opinião Ahn, ahn, ahn Quem são vocês pra dizer o que não pode aqui? Quem vocês acham que são pra falar de mim? Eu não me lembro de pedir sua opinião Não, não, não, não Rolê aleatório tipo Ronaldinho Tava no Morro do Quadro, acordei na Europa Rimava pelas praça às vez até sozinho Hoje eu sempre me emociono quando a casa lota O topo não tem a ver só com quem conta nota Isso ainda é pra fazer o povo ser notado Eu sei que a mídia nunca ri vendo o preto no foco Mas eu também nunca sorria quando era filmado Não é sobre notas, câmeras ou segurança Isso é sobre gerar o novo significado Pra que dentro do mercado as nossas crianças Tenham de fato bom motivo ao serem filmados Mano, eu já tava no topo antes de ser notado Só que em guerra de ego não gasto saliva Se a mídia não reconhece, eu provo no campo Sigo tipo Marta Vieira da Silva Pra que nosso Jardim do Éden não vire Aokigahara É por isso que cantamos, cantamos, cantamos, ahn Nós precisamos voltar pra casa Depressão sussurra sempre pra dizer que já estamos, não Definitivamente não estamos, não A falta de visão te põe na cela É claro que eu ando na escuridão Pois só traz evolução aquele que acende uma vela Aham, eles falam muito, mas não sabem nem metade do que eu sou, oh-oh Eles falam muito, mas não sabem nem metade do que eu sou, oh-oh Eles falam muito, mas não sabem nem metade do que eu sou Onde seu sonho já te levou? Sem medo da dor Coragem pra falar de amor Um cara com mais de mil flows Olha o que meu sonho me tornou Intocável, invicto Já não atendo por Victor Ó quem voltou, doutor Multifuncional, ministro do terror (Yeah, yeah) E o bico se atracou, falou uma pá d'ocê Tipo "Quem é que é esse Chris aí? A gente queria ser" Que por me falar o conceito na quebrada Ídolo da molecada sem tocar na quadrada Lota casa de boy, é periferia mesmo É pecado sonhar, o problema é pensar pequeno Nunca mais vê meu sonho morrendo A meta não é ter grana pra caralho, é não ver ninguém no veneno O que eu produzo é tipo droga Uns odeia, outros adora Fazer pensar pra fora Presidente que era meme Sem filosofia na escola, yeah Quanto mais poder, mais papo reto Aprendi no errado a fazer o certo Tiro consciente de olho aberto Aqui não se defeca pela boca nem conversa pelo reto Eu não sou o que vai mudar sua mente, isso é com você Isso aqui não é em prol de PT, PSDB E um monte de sigla pra fuder você Cuidado pro seu topo não ser pisando em quem te fez crescer Yeah Onde seu sonho levou você? Yeah, yeah Beat é do Jogzz, cabeçada do Zidane Como de costume nós não se acostuma Sou bradock, ham, cachorro de rua Eu entro violento já fechando o tempo Rimo cheio de ódio que até o beat muda, ó Atura ou surta, comprei outra Kenner Foda-se a internet, eu sou bad influencer É que de noite vocês são band-aid Quando amanhece vocês são boy band Bancar de esperto não é inteligente Igual marca de tênis, só flow lançamento Tem uma coisa que corta a cabeça Aqui debaixo do meu corta-vento Parece deboche, mas eu só lamento Michael J. Fox, eu vim do futuro E o Professor da Casa de Papel Quando eu pisei na Espanha virou meu aluno Só menor de raça rimando absurdo Certo pelo certo, criado no morro Comédia quer achar minha mancada Vai ser mais fácil tu achar ouro Tu só pipoca, nós só pipoco Sub metralhadora, vocês sub-15 Se a favela não tiver no topo Nenhum poeta amanhã mais vive Tudo atrás de vacilo Independente, me viro Tão pronta que nem me vingo Um passo pra me ver viva Um jeito de me ver livre Tão sempre me procurando Talvez eu que nem exista Nessa maldição me cercando Só queria ser a ponte pra sair da escuridão Caminho do meio que vem das coisas da morte Isso é fé, aguenta, onde tu chega? E se o espelho me vê, onde é que vai parar? 2016, Xamã e Estudante O gênero rapper iniciantes Estrelas e flow traçante O ego nos torna foto de nossa estante Adeus Carlinhos, são dois caminhos Seremos só reis sozinhos Te trouxe rap, mãe, e uma rosa linda Com dois espinhos, serei sozinhos 2017, Cartel Sexo, drogas e rock, motel Longe de casa, sem amor da família Hey Jack, demônios não moram no céu Alô, mãe, eu ganhei um tiro Desculpa, eu sei que só vacilo Fui enganado por vagabundos que considerava amigo Chamei de 1Kilo Deixado à beira do Rio Nilo Pra ser devorado por crocodilos Talvez eu morra, talvez fique vivo Mas sei que Deus é comigo Eu sei que sou raptor, apto Gene de camaleão, me adapto Com minhas rimas te decapito Sangue frio como réptil Só dispenso a ofensa por direct Eu tô com a grana do meu rap, tio Ache-me, street flow The King of Fighters, 44 Fahrenheit Evolua antes que o planeta Terra todo te mate Eu sei que o Sol se põe atrás do pé de abacate Nem tudo que eu fizer vou consertar com alicate E o Pa gastou toda minha grana com maconha e biatch Até hoje me pergunto: Por que não te bati? A vida não é só roupa e haxixe Ligue pra sua mãe, um dia ela pode não tá aqui Lembra do dia que o RD larga o mercado pra poder me seguir Sendo esculachado por querer ser MC E MC, vi, vivi, venci Sem Hennessy, sem regredir Deve ser por isso que eu ainda tô aqui

Musixmatch for Spotify and
Apple Music is now available for
your computer

Download now