Yo y mis manos comandamos Los más locos visionários Conta, conta, tudo money

Conta, conta, tudo money Vim com flow de rico, rico, rico Meia-noite fico maluquito Copo roxo comendo dorito E ela só ta querendo um poquito Dime amor Cuál es tu intención de provocarme y decirme que no Fique tranquila, fique tranquila Só fazer como se a gente for amores de inverno Só fazer como se a gente for amores de inverno Amores de inverno, muito dinheiro Amores de inverno, muito dinheiro Escapei de um covil de cobras Eu traficante, dobra Batida era em balde de obra Antes de entrar no palco, uma merda E a cena que nós rouba Z. O num é lega Escute isso aqui dá um pega Música é tipo droga É Street Fighter, Sagat e Vega Briga de baile é igual Bossa Nova Tá merecendo uma coça nova E esses menó não sossega Cega essa dor, o Xamã é o melhor, me prova O vento visível, no inferno neva Go, mister lover lover Assalto então, leva, leva O jovem Adão cava própria cova Fez juras de amor pra sua amada Eva Forever, ever Minha vida é igual a um filme do Schwarzenegger Ao som do Slipknot Ela pergunta por causa de que do oitão brega A arma tá dentro do short, pow Arregou mister bossa nova Na rima o Xamã te quebra Outfit é teu cu, nós que faz a moda Índios odeiam regras, odeiam regras Da minha laje eu vejo a minha cidade Orgulho eu tenho da comunidade Pode brotar que tá tranquilidade E hoje só os cria sabe mais tarde tem baile Minha prioridade é essa porra aqui E a finalidade é ver minha mãe sorrir Nasci chorando e vou morrer cantando Nós segue trabalhando, por ela até o fim Tipo Pereira no pique do Coreto Raro Avisa pro Rodrigo que eu sinto medo no faro Hoje eu tô fazendo din' pra caralho E quem duvidou só sente o cheiro do perfume caro Hoje eles pedem carona no carro Lembro bem de todos que me ajudaram Lembro bem de cada um que me fortaleceu E lembro muito bem que vocês não participaram E hoje eu comando essa porra aqui Fala pra mim quem são os donos dessa porra aqui Xamã e Pk Tô com Cabelinho pra mostra que nós faz rap com funk É o rap, é o funk Trouxe a levada enjoada que vem lá da batalha do tanque Não vem falar do meu passado E vê se não confunde cabeça erguida com nariz empinado Cê não sabe o que eu tenho passado E não vem me dizer que eu sou teimoso Porque eu sou determinado Meio urbano, meio rústico Meio rapper, meio musico E eu vivo cada dia como se ele fosse o único Faço cada show como se ele fosse o último E essa mina me diz que me acho muito E é por isso que ela se incomoda Pode vomitar porque o moleque tá nojento E hoje eu não vou te pedir desculpa por ser foda Quem é que é o dono dessa porra aqui Vai fala, pode vomitar porque o moleque tá nojento Só freestyle, mano Canetada braba, certo É que nós não faz rima nós faz chorar Que chore o mundo para não chorar Que pare o mundo para não parar Se o plano der certo nós vai viajar pra França Ela olha, ela dança Ela sabe que o chefe tem o poder Eles sabem quem faz a bala chover Eles sabem quem proporciona o lazer Chove bala porra Solitária, pessimista Só que a vida é passageira Mas eu não sou motorista Para os outros seguir meu caminho É o maquinista do trem bala louco Nem sabem voar e sair do ninho Estratégico e frio Enxergando o que eles não viram Neobeats me deixando rico E o copo nunca tá vazio Eu sou solitário mina E essa noite tem reunião Chama os mais brabo só os visionário E nós passa quem pensa que passa o patrão Da minha laje eu vejo a minha cidade Orgulho eu tenho da comunidade Pode brotar que tá tranquilidade E hoje só os cria sabe, mais tarde tem baile Minha prioridade é essa porra aqui E a finalidade é ver minha mãe sorrir Nasci chorando e vou morrer cantando Nós segue trabalhando, por ela até o fim

No translations availableNo translations available
  • 1

Last activities

Synced byMarina Preto

Musixmatch for Spotify and
Apple Music is now available for
your computer

Download now