LyricsSer Quem Eu Sou

Lucas Boombeat

Last update on: June 29, 2020
No translations availableNo translations available

Eu ainda ando com medo Descendo o beco ou na rua do doutor Mas eu levanto meu queixo

E se preciso eu bato no peito e vou Somos diferentes mesmo Filhos do gueto madame satã nos honrou Canto bixa preta meu dom ferramenta Tesouro que minha alma lapidou Ser quem eu sou e onde estou, soul Me fez dor, slow, meu amor, som Resgatou em troca me usou Me chamou, vou, minha missão go Transformou e proporcionou flow No pão que o diabo amassou Fugindo da mira da escopeta Fugindo de olhares que nos rejeita Caçando lugares que nos respeita Na pose do close que nos mantenha No grito da alma sedenta Por cada morte sangrenta Agora aguenta Pra quem me quis na sarjeta Viado é treta, é muita treta Música religare Que nada nos separe Representando cores, amores lugares, vou Invadindo possibilidades Música religare Que nada nos separe Real sentido cultura hip hip, rua, união E que nada nos calem Sigo honrando meu legado de nascer viado Onde piso é solo fértil sangue derramado Sigo honrando meu legado de nascer vidado Solo fértil sangue derramando Vida, labuta, na busca da escuta Fugindo da mira do fogo cruzado, seguimos na luta Pela pele escura a caminho da cura Eu ainda ando com medo Descendo o beco ou na rua do doutor Mas eu levanto meu queixo E se preciso eu bato no peito e vou Somos diferentes mesmo Filhos do gueto madame satã nos honrou Canto bixa preta meu dom ferramenta Tesouro que minha alma lapidou Eu não canto a liberdade dos meus Eu canto a liberdade de todos pra todos Eu não ando preocupado com o seu Eu tô preocupado em acabar com esse trono Que se foda o trono Não me encaixo nesse seu jogo Ciclo depressivo vicioso Mas se a vida é um jogo Nós entra hackea e faz tudo de novo Esse meu rap é bastardo Esse meu rap é bastardo Fruto da rejeição e traição com quem tá do seu lado Eu cansei do trocado Não quero dois tragos desse seu cigarro Já tá me dando pigarro Quero meu troco em vidas, restabelecidas Eu quero no rap os viado Não tem desculpa deixamos passar a boiada inteira Sei que cê não é causa, você é o sintoma Mas pode ser a solução do problema Mona passou você riu Quando ela virou a esquina enquanto cês ria Foi morta viraram as costas nem viu Não queremos hipocrisia Eu já não mais ando com medo Do preconceito Sigo do jeito que eu sou Por isso levanto o queixo E não aceito Bato no peito e vou Somos diferentes mesmo Filhos do gueto madame satã nos honrou Canto bixa preta meu dom ferramenta Tesouro que minha alma lapidou Eu já não mais ando com medo Do preconceito Sigo do jeito que eu sou Por isso levanto o queixo E não aceito Bato no peito e vou Somos diferentes mesmo Filhos do gueto madame satã nos honrou Canto bixa preta meu dom ferramenta Tesouro que minha alma lapidou

No translations availableNo translations available
  • 0

Last activities

Synced byMauro Junior

Musixmatch for Spotify and
Apple Music is now available for
your computer

Download now