LyricsMarmita Boy

Allen Halloween

Last update on: July 22, 2017
No translations availableNo translations available
We detected some issues
If you found mistakes, please help us by correcting them.

19 anos na cara, mais uma vela que se apaga Mas nada é o suficiente quando a festa acaba Vão-se as histórias do tempo da escola,

Ficam as memórias de quem foi embora, 19 anos na cara, prepara a tua mala, arranja um emprego, arranja uma casa Tu só arranjas problemas tu não pensas no futuro, o que é que tu queres da vida? Tu já não és um míudo Jovem Africano dum bairro social, quais são as tuas chances mano em Portugal? Emprego da merda, já era fixe Pegar numa prima e ser feliz Passar toda a tua vida ouvindo engolindo Apanhar bebedeiras de segunda a domingo Apanhar o autocarro a caminho do trabalho Meio a dormir, meio acordado Marmita gelada no saco, os dedos congelados Não há problema, P′ró ano compro um carro Paragem a paragem sempre a mesma viagem Tanta gente diferente, na mesma carruagem Uma velha à minha frente Não pára de olhar Tem calma avó eu já não ando a roubar. A minha mãe dá-me a bênção De manhã põe-me a mão na cabeça Pede a Deus p'a eu mudar Pede a Ele p′a eu encontrar O meu lugar A minha mãe tá certa Ma' nigga a minha cabeça não presta Eu vejo o gang a rolar E a vontade que a mim me dá É voltar para lá A minha mãe dá-me a bênção De manhã põe-me a mão na cabeça Pede a Deus p'a eu mudar Pede a Ele p′a eu encontrar O meu lugar A minha mãe tá certa Ma′ nigga a minha cabeça não presta Eu vejo o gang a rolar E a vontade que a mim me dá É voltar para lá A minha mãe dá-me a bênção De manhã põe-me a mão na cabeça Pede a Deus p'a eu mudar Pede a Ele p′a eu encontrar O meu lugar A minha mãe tá certa Ma' nigga a minha cabeça não presta Eu vejo o gang a rolar E a vontade que a mim me dá É voltar para lá

No translations availableNo translations available
  • 0

Last activities

One place, for music creators.

Get early access